quinta-feira, 19 de maio de 2016

QUERO TE FODER

Tesão

"Eu quero te foder.
Essa é a melhor declaração de amor que eu posso te oferecer, porque não há nada mais amoroso que dizer a quem se ama: eu quero te foder. 
Foda-se o moralismo, foda-se o romantismo, foda-se o clichê, o ético, o convencional… me perdoem os ultrarromânticos… 
Amor pra mim é essa vontade que eu tenho de te foder pela casa inteira e em outros tantos lugares que esse mundo vasto pode oferecer a dois amantes depravados. 
Eu sei, eu poderia dizer que te amo, mas se eu dissesse apenas isso, você não saberia o quanto eu quero te foder. 
Porra, se eu te chamo de vadia, vagabunda, cachorra, puta…Eu tô dizendo que te amo, tô dizendo que te foderia a vida toda sem perder o puto tesão que eu sinto todas as vezes que você me provoca rebolando na minha cara. 
Eu quero te foder, quero entrar fundo no teu corpo, porque além de ser a forma mais sincera que eu encontrei de demonstrar meu amor, essa também é a maneira mais profunda de encostar minha alma na tua.”

(Otávio L. Azevedo, O Buendía)
Pegada forte

Fonte:https://www.facebook.com/ovelganegra/?fref=nf
Fotos da Internet

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

DEFINIÇÕES

DEFINIÇÕES

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta
um capítulo.

Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.

Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.

Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.

Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.

Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.

Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.

Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.

Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja.

Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.

Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.

Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.

Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.

Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.

Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.

Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente mas, geralmente, não podia.

Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.

Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.

Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.

Paixão é quando apesar da palavra "perigo" o desejo chega e entra.

Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.
Não... Amor é um exagero... também não.
Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tenha explicação,
Esse negócio de amor, não sei explicar.

(Adriana Falcão)

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Sobre Disciplina

Texto gentilmente cedido por :
Sr MARTE


Quanto mais eu construo uma crença libertária compatível com minha sexualidade, mais severo me torno como Dono. Se todo desejo é uma perversão de um valor nobre, quanto mais liberto você é; mais perverso você será caso se permita.
.
Nunca fui tão exigente em relação a disciplina como tenho sentido necessidade de ser. Comigo mesmo e em relação a qualquer pessoa com a qual venha a me relacionar. Isso é um sinal inegável de alguma espécie de procura fina, já não me servem as belezas indomadas, as que não se curvam. Eu só vejo riqueza no que posso investigar a meu modo. Decifrar e devorar. No que me é dado voluntariamente e com mansidão. Perdi o interesse em disputar palmo a palmo essas confianças; ou elas são dadas ou não são. No fundo é assim que funciona.
.
Uma vez entendidos os limites de cada um não pode haver fricção acerca dos papéis; porque essas disputas destroem a beleza da cooperação todinha. Quem dá poder a seu Dono é você, no final das contas.
.
As pessoas acham que pervertidos são caras que se excitam com qualquer coisa. Sacanagem com os pervertidos. Na verdade é o contrário, pervertidos precisam de estímulos tão específicos e incomuns para se excitarem que sua sexualidade é muito menos abrangente e muito mais profunda que a de pessoas médias. Portanto a maneira de nos atingir tem que ser profunda, não generalizante. E assim, de nossa parte, respondemos com profundidade. E as coisas funcionam.
.
Disciplina tem a ver com a profundidade da entrega. Com o sentido do ato de ver-se disciplinada, psicológica ou físicamente, muito mais do que com o ato físico propriamente. A disciplina é a prova de submissão voluntária.
.
A aceitação da violação se materializa na disciplina. E a disciplina é a oportunidade da submissa demonstrar uma série de coisas a seu Dono; profundas, sobre o tamanho da sua entrega.
.
Se há aceitação emocional da figura violadora pra além da aceitação sexual; isso é como dizer eu te amo na literatura do Marquês de Sade. A beleza disso é única e só quem já viveu momentos assim sabe.
.
Disciplina é muito mais que obediência. E muito melhor.


(Fonte : http://martesm.blogspot.com.br/2009/02/sobre-disciplina.html)

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Submissão


Por tudo o que sou;
Por tudo o que fiz;
Por tudo que me faz Tua;
Por minha vergonha em ter prazer nisto;
Por meu orgulho em que assim Tu procedas quanto a mim;
Por reconhecer Tua marca em minha pele;
Por ansiar por Tua marca em minha alma;
Posto que é meu papel Te receber de todas as formas inclusive esta;
Disciplina-me.

Por tudo o que és;
Por tudo o que fizeste;
Por tudo que te faz Minha;
Por Meu orgulho em ter prazer nisto;
Por Minha vergonha em que assim tu procedas quanto a mim;
Por reconhecer Minha marca em tua pele;
Por ansiar por Minha marca em tua alma;
Posto que é Meu papel te receber de todas as formas inclusive esta;
Disciplino-te.

Texto gentilmente cedido pelo Sr MARTE .
http://martesm.blogspot.com.br/2008/11/disciplina-me.html

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Prazeres Sadomasoquistas


Sadomasoquismo - O prazer na sua forma mais brutal e intensa que se for capaz de dar e receber prazer .
 http://umpoucodetudocomlaurinha.blogspot.com.br/

Introdução ao fisting 

O fisting - Sempre tive uma certa atração e um certo medo da prática .
Na primeira vez que li sobre o assunto , ainda  no 'Desejo Secreto ', fiquei encantada  . As palavras  pareciam falar diretamente comigo , pareciam me convidar a experimentar àquelas sensações . Li e reli muitas vezes , consumi aquelas palavras que se derretiam por dentro de mim . 

Encantador não é exatamente o que melhor define o fisting , também , não é belo de se ver ou simples de praticar . Na verdade , entendo-o como uma prática brutal , anti estética e nada poética , porém , fascinante aos olhos de seus apreciadores .
É daquelas práticas que , ao menos inicialmente , ou se deseja muito experimentar ou se passa longe dela .
A sensação de estar sendo invadida , arrombada , é extrema , única...é difícil de entender e impossível de explicar . 
como tamanha brutalidade pode ser prazerosa , como o a dor e o prazer podem se fundir de forma a criar um doce desespero em quem se permite vivenciá-lo . 
É como o que às vezes me dizem , não tente entender , apenas se entregue !  
   
Para alguém de pouca elasticidade , como eu , estando diante de uma mão imensa e bruta , como a do MEU DONO , chegar a pedir pra ser fistada , ou é muito corajosa ou é muito amor envolvido . Como sei que sou nada corajosa, então , é amor demais envolvido nessa prática ! 
 O bom é que , mesmo sem entender , o prazer acontece e é intenso .
E a prática nem chegou a se concretizar , foi apenas uma iniciação para perder o medo .

Cuidados no fisting

 http://umpoucodetudocomlaurinha.blogspot.com.br/É muito importante tomar todos os cuidados para que não haja prejuízos à saúde , principalmente , de quem recebe o fisting . 
Há de se ter muita atenção com a higiene das mãos , atenção com as unhas...é necessário ter todo uma cuidado contra contaminações . O uso de luvas e bastante lubrificante fazem-se extremamente necessários no fisting . O limite de cada um deve ser observado sempre .
Brincadeira boa é aquela se faz sem danificar o brinquedo , assim pode-se brincar tantas outras vezes sem precisar substituí-lo .    
Bom , há muito mais a saber antes de se partir para a prática . Felizmente , há diversos textos explicativos na rede , detalhando muito bem a prática do fisting . Deixo link para maiores informações .
 http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2015/10/fisting.html





Entregues 

Já não havia mais porque puni-la . Naquele momento , não havia uma lição a ser ensinada , um erro a ser corrigido ou uma punição a ser aplicada .
Havia apenas os dois , no quarto , na cama...relaxados . Livres de pendências , tensões ou quaisquer expectativas .

Estavam apenas os dois ali , com liberdade para viverem os prazeres da carne , entregues a eles .
Desfrutando , pela primeira vez , daquele momento de tamanha intimidade , ela , que jamais pedia algo que pudesse não suportar , dessa vez , ela encorajou-se e o fez . 
Sim , ela precisou de mais que desejo e entrega para fazer tal pedido . Foi preciso confiar mais em si mesma . 
A mão que à ela conduz , disciplina e acaricia , a mão que ela tanto ama , era , também , o seu temor .
E ELE , conhecedor de tal temor , impôs-lhe ainda algumas condições as para atendê-la em seu  pedido , elevando , assim , o grau de dificuldade .

Nada aconteceria sem que ela fosse imobilizada . Isso era algo que lhe trazia insegurança , dúvidas... 
Como poderia caber-lhe aquele mão imensa ? Como poderia escapar , debater-se , gritar ou pedir para parar ? E , assim as as perguntas que gritavam no silêncio de seus pensamentos .
Ela sabia que aquele não era o momento de se questionar .E não permitiria que o temor se sobrepusesse aos desejos .
Ainda que sua mente se questionasse , seu corpo ignorava , sua boca calava...o desejo não buscava respostas , mas sim , prazeres .

Desejos presentes , temores ausentes e , assim , da-se início ao ato .
Deitada de bruços , suas mãos são atadas às costas . Virada de frente , sua boca é amordaçada . A mesma fita adesiva serve a ambos os propósitos .
As pernas permanecem livres . ELE manda abrir-las . Ela reluta . ELE a faz abri-las .
E lá está ela , escancarada , algemada , amordaçada , a mercê DELE .
Ainda que se contorcendo , tentado negar-LHE acesso às suas entranhas ,  ELE , porém , a invadia sem cerimonia , não se privava do prazer de tomar pra si o que já LHE pertencia . 

Sons abafados escapam da mordaça . Ela estaria aos berros , urraria , se pudesse .
Estava em desespero , envolta em tormentos do inexplicável prazer de ser invadida em suas entranhas pela mão DELE .
Se a vissem , pensariam estar sendo forçada àquela tortura . Mas não . ELE a perguntava se queria continuar . E ela , ainda que lutando contra , aquilo era algo que desejava sentir . Sua mente dizia não , mas seu corpo , esse mostrava que sim . Ela não apenas gostava , como gozava com aquele prazer .
Assim , até vir o cansaço . O corpo sem forças , necessitado de descanso , não mais respondia aos estímulos . Era hora de por fim à brincadeira .
A imobilização ia sendo cuidadosamente cortada com uma tesoura e dando alívio aos braços . A mordaça , ainda que sendo arrancada , dava alívio à boca .
E pode-se , então , descansar .

Era o fim , sim , mas do que foi apenas o início...fim , sim , mas não sem deixar aquele gostinho de quero mais desse prazer . E que ele N/nos venha cada vez mais profundo e intenso .




luah negra


Saiba mais sobre a prática do fisting:
http://desejosdeliriosecia.blogspot.com.br/2015/10/fisting.html?zx=b2ab404ce9063c16
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2015/10/fisting.html

sábado, 17 de outubro de 2015

Fisting


Fist fuck ou fisting ou fist fucking


Fisting

Fist fuck ou fisting ou fist fucking é uma prática sexual que envolve a inserção da mão ou antebraço na vagina (brachio vaginal) ou no ânus (brachio procticus).
Os praticantes desta atividade indicam que parte do gozo na sua realização está em aprender a apreciar as sensações que são proporcionadas pela distensão do ânus, da vagina ou de ambos.
Alguns apreciadores desta prática o fazem, inclusive, com a dupla-penetração nos orifícios anal e vaginal.
Tal prática é adotada quer entre pessoas heterossexuais como pessoas homossexuais e pessoas bissexuais.

No BDSM pode ter várias conotações, dependendo da conceituação do Dono, cada um sente de uma maneira. Exploração do corpo de sua peça, humilhação, sadismo ou prazer puro e simples.
A prática deve ser interrompida caso haja sangramento, e se este persistir por muito tempo após a prática, deve-se recorrer a um médico com urgência.
Por apresentar um alto risco de transmissão de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), o uso de luvas de látex, e ainda intensa lubrificação do ânus ou vagina, são necessários, devido também às bactérias presentes embaixo das unhas (ainda que lavadas) e ao redor das cutículas.

Fontes:
ExplodeHerHoles
Wikipedia

DILATAÇÃO Para Iniciantes

Muitos me perguntam como fazer a dilatação para poder fistar.

O processo de dilatação é bem semelhante ao que se faz com alongamento para adquirir mais elasticidade.

Preparação:


O Tesão é fundamental é muito mais gostoso de fazer a dilatação com Tesão.

Lubrificação sempre, tem que estar sempre bem lubrificado para não repuxar a pele.

Procurar ficar relaxada geralmente a posição de parto é a melhor.
Que lubrificante usar:

No Vaginal somente lubrificantes íntimos como KY e semelhantes a base de agua
Para não ressecar use um spray com agua ou copo de agua próximo.

CUIDADO: outros lubrificantes como gorduras vegetais, Crisco, etc. podem ficar
dentro da vagina e causar infecção.

No Anal já se pode usar além do KY, gorduras vegetais como Crisco, J-Lube e outras.

O ANAL:

É igual ao vaginal mas é bom fazer uma lavagem anal (VIDE OBS no final).
Para entrar mais facil faça força para fora como se fosse evacuar tb ajuda.
Muito cuidado para tentar algo mais profundo

A Dilatação:

O objetivo é aumentar a elasticidade do respectivo orifício sem danificar o mesmo e inclusive aumentando o controle muscular.
Lembre-se a dilatação é como fazer alongamento tem que forçar a ponto de doer mas sem machucar ou cortar o tesão.
Basicamente vc devera introduzir consolos, pepinos ou mesmo um consolo inflável que a meu ver é o que da o melhor resultado ou mesmo um especulo ginecológico para ir dilatando.
Sempre com camisinha e bem lubrificados.
VELAS de uns 20cm / 25cm de comprimento também são ótimas VEJA OS FILMES, essas bem lavadas já que não da para usar camisinha. Sempre lubrificar com KY cada vela antes de inserir.
Com consolos e ou pepinos:
Deve-se escolher um que entre com uma certa dificuldade depois deixe-o ali até se acostumar, quando se acostumar coloque outro mais grosso um pouco e assim por diante mas não pode ficar incomodo por isso é bom se excitar junto.

Com infláveis ou o Especulo:
Colocar o mesmo dentro de você e ir inflando/abrindo até onde aguentar sem machucar deixar assim até se acostumar e aumentar novamente.

Frequencia / Repetição: 

Deve-se dilatar no mínimo uma a três vezes por semana por cerca de vinte minutos a uma hora ou mais ai depende do tesão de cada um.
Deve-se dar umas quarenta e oito horas de descanso da dilatação entre cada treino para o organismo se recuperar.
PS: Não adianta fazer a cada quinze ou mais dias porque ai não vai dilatar NUNCA.

Acidentes / Sangrou:

Não deve sangrar mas se por acaso isso acontecer deve-se aguardar sarar antes de continuar geralmente uns três dias resolve se foi pouca coisa.
Se você fez besteira e exagerou a ponto de se machucar muito, procure um medico!
Previsão para uma mão entrar toda:
Isso é muito variável pois depende do tamanho da mão, da elasticidade da pessoa de quanto treina.
Geralmente para o Vaginal e uma mão media de homem umas quatro semanas.
No anal pelo menos uns dois meses.
Geralmente fica gostoso mesmo depois que a mão já entra umas quatro vezes pois ai não tem mais aquela dor da dilatação.Observações Médicas:Higiene - É fundamental, lave bem as mãos principalmente em baixo das unhas,
mantenha as unhas curtas para não machucar, USE luvas apesar que pode irritar mais que sem as mesmas, devido ao talco, lave as mesmas após colocá-las.

Cistite 

Isso vale tanto para homens como para mulheres, ao se mexer muito na vagina como no ânus, isso causará uma alteração na flora que com a prática se estabiliza, mas no inicio pode causar ardor ao urinar (cistite) isso é devido alguma infecção oportunista que se aproveita dessa alteração na flora ou falta de higiene, isso todo mudo já passou principalmente as mulheres.
Mesmo o uso de uma calcinha que não seja de algodão pode causar isso.
Depois isso não acontece mais devido ao fisting, a não ser que se exagere demais ou não se tome os devidos cuidados de higiene.
Caso isso ocorra, sempre consulte seu médico como faria se isso acontecesse por qualquer outro motivo.

Consultoria Médica Dr. Leonardo MSN: leonardopurchio@hotmail.com
O Dr. Leonardo é hetero e tb praticante de Fisting.

OBS: Lavagem Anal:

É aconselhável uma boa lavagem que pode ser feita antes com um fleet enema ou mesmo usando-se a mangueira do chuveiro.

No caso da mangueirinha importante que a água esteja morna na temperatura da pele e que não se coloque com pressão, se for um chuveiro elétrico basta tirar o chuveirinho e usar a mangueira, CUIDADO ver se a borda da mangueira não tem rebarbas, DE UMA LIXADA.

Deve-se colocar uns cinco segundos de água, segurar uns trinta segundos e depois soltar, repetir até a agua sair limpa, geralmente depois de umas 6 a 8 vezes resolve.

Pode acontecer de não conseguir limpar ai esquece e deixa para mais tarde ou o dia seguinte.

Geralmente costuma-se dar um tempo de cerca de uma hora após lavar para fazer a dilatação mas tem gente que já faz logo em seguida.

Cuidado pois pode ainda ter agua dentro que não saiu, então sugiro que a dilatação anal seja feita na banheira até que você já esteja seguro das conseqüências.


Postado por Sir Richard em :
http://fistingbr.blogspot.com.br/2007/05/para-iniciantes-dilatao.html?zx=34358cc32366df78

A técnica do fisting 

Embora possa proporcionar um prazer muito intenso também causa dor e pode danificar os tecidos da pele.
Nesta técnica é fundamental que haja comunicação e confiança mútua, descontração e muito lubrificante. As unhas devem estar cortadas e limpas, sendo aconselhável usar uma luva de látex, bem lubrificada, na mão que é introduzida. Além de o látex tornar a entrada mais suave, funciona como uma barreira de proteção que impede a transmissão de doenças. No caso de fisting vaginal, deve ser utilizado um lubrificante à base de água porque não irrita a pele, no caso de fisting anal pode ser um lubrificante mais oleoso o à base de silicone, para que seja mais duradouro. Embora os lubrificantes oleosos danifiquem o látex as luvas são mais resistentes do que os preservativos.
Antes de por esta técnica em prática é fundamental que ambos os parceiros estejam absolutamente descontraídos, e a pessoa que penetra a outra deve começar suavemente por introduzir os dedos, gradualmente e sem pressas. Quando os dedos estiverem introduzidos, devem enrolar suavemente até o punho fechar, enquanto a mão é introduzida também.
Quando toda a mão estiver dentro da vagina ou do ânus, a pessoa que faz a penetração pode abri-la e fechá-la suavemente, como se estivesse a apertar uma bola anti-stress, para estimular a outra pessoa. Durante todo este processo é fundamental que haja uma boa comunicação entre os parceiros para evitar a dor, e tudo deve ser feito com calma e muita suavidade.

publicado por Profª Drª Helena Barroqueiro
http://consultoriosexologia.blogs.sapo.pt/364559.html

Cuidados

“Incontinência fecal? Problemas de relaxamento definitivo do ânus?”
Se feito de forma correta, o fisting não traz nenhum tipo de problema, mas isso tem de ser assim: “feito da forma correta.”
Bom, já que a prática contínua do fisting não oferece tantos riscos, então tudo bem? Não! Se houver uma introdução brusca (e aí pode ser de um dedo, um pênis ou uma mão), pode haver rompimento do músculo anal, perfuração do intestino (nos dois últimos casos) e até morte durante o ato. O falecimento é causado por problemas circulatórios vindos da reação do organismo a penetrações de qualquer tipo sem o devido relaxamento muscular.
Paciência é fundamental, recomenda o médico fister. “Tem de ser feito bem lentamente. Não se pode nunca forçar a musculatura do ânus. Jamais! Cada um dos dedos e o “resto” devem ser introduzidos beeem devagar e só depois de ver que o esfíncter (músculo que abre e fecha o ânus) está acostumado com o que está dentro. Cumprida uma fase, vai-se para a outra.”
Outra dica oferecida pelos experts no assunto é também ir treinando o relaxamento anal com brinquedos e dedos. Ao longo das semanas, poderá haver progressos até o tão desejado fisting. Lubrificante deve ser usado em grande quantidade e deve estar sempre à mão .
http://paroutudo.com/2011/01/20/fist-fucking-uma-pratica-que-ainda-e-vista-como-tabu/

 .

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Fazendo Hora Extra

Conto 
 http://umpoucodetudocomlaurinha.blogspot.com.br/

 Fazendo Hora Extra 
O expediente no escritório havia terminado . Quase todos os funcionários já se encontravam fora ou de saída .
Ela , porém , não poderia sair enquanto seu chefe permanecesse lá , sua função era de deixar a sala organizada para o dia seguinte . E isso apenas poderia ser feito após a saída dele , restava-lhe esperar . E ele não pretendia sair antes de por toda uma papelada em ordem .
Era uma estranha relação a deles . Na verdade , a relação , propriamente dita , era de trabalho , entre secretária e chefe . Nada mais havia entre eles , além de um um forte desejo , um desejo tão forte que eles sequer tentavam conter .  
Ele exercia um estranho fascínio sobre ela , mais que isso , ele a dominava , possuía ...Ele era chefe da secretária e senhor do objeto sexual que ela se tornara para ele . Funcionava bem assim , sem promessas , cobranças , sem amarras...Eles apenas se entregavam ao prazer .

Sentado à sua mesa , ele tratava de adiantar o serviço , estava concentrado em seus afazeres .
E ela , ainda sem ter o que fazer  , observava-o trabalhar. 
Silenciosa , porém , um tanto agoniada , ela trocava de lugar incessantemente . Ela ia de um lado para o outro sentava , levantava , ia à janela ...não conseguia parar quieta .
O desassossego seguiu até acomodar-se em uma almofada no chão e posicionar-se de forma a poder admirar o chefe . Assim permaneceu , por algum tempo . 
Seus olhos passeiam pelo corpo que ela desejava tocar , seus pensamentos viajam...
Ela imaginava-se afagando-lhe os cabelos , massageando seus ombros , sentindo seu cheiro... ela chegava a fechar os olhos e suspirar ao se imaginar praticando tais carícias . Desejava tocar nele , ser tocada , deslizando as mãos pelos braços , peitos , abdome , em tudo que estivesse ao alcance delas . 

Enquanto era devorado em pensamentos , ele parecia nada perceber , permanecia totalmente concentrado em suas tarefas .
As mãos dela começavam a seguir seus pensamentos , elas deslizavam pelo próprio corpo . Continuou até ser interrompida por um som vindo da mesa dele. 
Parecia o som de uma batida na mesa .  Seu olhar volta-se para ele...
Surpresa e ainda sem esboçar reação , ela aguarda silenciosamente que ele se pronuncie . Seus únicos movimentos vinham da respiração ofegante . O coração acelerava , tanto que as batidas pareciam até poder chegar aos ouvidos dele . E tudo mais era mais silêncio , o ar parecia estar parado , pesado , quase sufocante .
E , assim , foi até outro som despertar sua atenção . Dessa vez , ela podia ver de onde vinha e o que significava ...era o som das palmas da mãos dele batendo nas coxas . 
Não havia mistério no olhar , nem severidade na expressão . Era um gesto convidativo , com um olhar firme , era o chamado que ela esperava . 

Sua boca quase podia sentir o sabor daquela rola invadindo-a  . Nunca fora tão bom devorar um pau , nunca sentira em sua boca o sabor de uma carne tão apreciada como a dele . Ela pensava na mistura de sabores do mel que goteja dele com a saliva que se forma em sua boca faminta de carne pulsante , sedenta do néctar que tão bem a alimenta .
Movida pelo chamado e entregue aos pensamentos excitantes , ela não exita , segue logo em direção à mesa , para acomodar-se aos pés dele . 
O local onde ela se encontra é privilegiado e seus desejos são dos mais pervertidos...
Enquanto caminha de quatro , ela sente o roçar da boceta nas coxas , sente a umidade que se forma e o latejar das entranhas...
Já sob a mesa ,  aninhada entre suas penas dele , seus sentidos de cadela se aguçam...Narinas a farejar , boca a salivar , faminta , sedenta , está ávida por saboreá-lo .
Antes , porém , ela se posiciona para uma relaxante massagem nos pés dele .Tira-lhe os sapatos e põe-se a massagear . 
Ela sabe o quanto ele aprecia ter seus pés massageados . Atenciosamente , cuida deles , assim , até que o chefe fique satisfeito.
Só então põe-se a tocá-lo à vontade .  Ajoelhada entre as pernas dele , ela repousa o rosto em seu colo , sente a rigidez do membro ainda guardado pela roupa ., cheira , toca , saliva , baba... deseja tê-lo entre as mãos , sentir seu pulsar enquanto o aperta ...
Descansando a cabeça em seu peito , ela abre o seu cinto e o zíper que os separam e ,finalmente , pode segurá-lo firmemente ...seu corpo desliza para baixo até que os joelhos toquem o chão e sua boca ali , bem diante do pau que salta de dentro da cueca ...
Antes de abocanhá-lo , ela alterna entre pequenas lambidas e beijos na cabeça , assim saboreia o néctar que dela escorre ... ela ainda esfrega o rosto nele , esfrega os seios ,  coloca-o entre eles , com movimentos de vai-e-vem ela o aproxima e afasta da boca , aproveita para lamber e beijar a cabeça do pau . 
E se delicia com aqueles toques em seu corpo , só então o abocanha com toda fome e prazer .

E ele , que até então mantinha-se concentrado em seus afazeres , permitindo que ela se deliciasse à vontade com seu pau , passou a ocupar uma de suas mãos para controlá-la .
Segurando-a pelos cabelos , ele forçava o pau até sua garganta , fazendo-a engasgar até quase sufocar , ele então parava , esfregava seu rosto no pau e voltava a foder-lhe a boca com um tesão brutal .
Seus olhos lacrimejavam com o misto de ânsia e prazer , as lágrimas que dela escapavam , misturavam-se à saliva , ao néctar daquele membro tomado pelo tesão e lambuzavam seu rosto...
Ela estava humilhada e , mesmo não conseguindo ver a expressão no rosto dele , ela sabia do prazer que aquilo proporciona a ele ...isso a deixava ainda mais excitada .


Ainda longe de estar saciada , ela se afasta da mesa , põe-se nua e de quatro à frente dele . Empina a bunda ao máximo , oferece-se a ele para um uso mais profundo...
Ele compreende o pedido e , generosamente , concede a ela mais esse prazer .
Deixando sua a mesa , ela aproxima por trás dela...começa retirando o paletó e o lança ao sofá . Segue retirando a gravata , essa mantem-se nas mãos dele...não por muito tempo . Logo , ela estará vendando aquela que se ali se encontra à espera de receber os carinhos dele . 
Com ela já vendada , ele dá início aos trabalhos . Começa amaciando amaciando , com leves palmadas , a carne que alimentará seu sadismo . Esse é apenas o aquecimento . Habituada a todo o peso da mão dele , ela aguarda para senti-lo com toda intensidade . E a mão não demora a pesar...fortes golpes são desferidos . Os gemidos que os acompanham , soam , aos ouvidos dele , como agradecimentos pelo prazer do uso . 
Ambos desejavam mais...Quanto mais ele batia , mais ela empinava a unda , mais a boceta melava , e mais ele saboreava aquele prazer . 
Aquela carne já estava aquecida o suficiente...era hora de usar o cinto . Mas , não sem antes amordaçá-la .

Da mesma gravata que servia de venda , foram usadas as pontas para conter-lhe os gritos ou súplicas . Ele não desejava ouvir um só pedido , queria vê-la suportando calada toda a dor que recebesse .         
E ele não teve dó , golpeou-lhe a bunda sem clemência .  
Diferentemente de antes , sua bunda não mais se empinava . Os golpes pareciam cortar-lhe a pele...
Ela urrava abafado, chorava por dentro , encolhia-se , tentava se esquivar de todo modo...mas , de tudo , restou-lhe apenas implorar ,  ainda que apenas em pensamento , que a tortura tivesse fim .
Ele , por sua vez , saboreava o momento , deliciava-se ao vê-la mergulhada em agonia  prazer .
Para ele , aquele misto de sensações , em que ela se encontrava , era natural e esperado . Antes dela , tantas outras já haviam sido levadas a esse estranho mundo , onde dor e prazer revesam-se , fundem-se , provocando sensações diversas . 
Para ela , porém , era tudo ainda muto novo , incompreensível e , até , perturbador .
Mas ela não precisasse entender , bastava entregar-se ao prazer .

Depois de surrá-la o quanto quis , ele verifica o resultado dos açoites . Acariciando suavemente , sente os vergões e o calor da pele . Está perfeito , diz ele a si mesmo . 
A mão passa , então , a percorrer as costas até chegar a altura da nunca , ali , ele a força em direção ao chão . 
Ela resiste , fazendo força contrária , tenta , em vão , permanecer na posição atual . 
Mas ele a quer de rosto no chão e as partes mais íntimas totalmente a mercê do seu prazer . E , assim , ela é posta .
Ele , então , põe-se a abusar daquelas entranhas famintas por uso . 
Sua mão desliza pelo mel que lhe escorre . Ela se contorce , seu sexo pulsante contrai-se de forma a quase sugar a mão que o acaricia .
Ela sentia a boceta sendo invadida , tomada pela mão dele...sentia-se deliciosamente arrombada .
Aquilo era céu e inferno de sensações , tormentos e prazeres ,  tesão e gozo . 
Dando-se por satisfeito e , vendo-a já em êxtase , ele contorna aquele corpo cansado  de apanhar , gozar e quase sem forças para se manter de quatro  . 
De posse de um bom punhado de cabelos , ele ergue , do chão , a cabeça e o peito daquela que lhe servia de objeto de prazer e , em seguida , desamarra da gravata , apenas parte  usada como mordaça . 
Ela continua vendada e alheia ao que acontece à sua volta  , não imagina o que ainda pode acontecer .
A boca está livre , porém, não por muito tempo . Sai a mordaça e , imediatamente , entra a rola . 
Embora fosse um prêmio sentir aquela rola rígida , pulsando de tesão em sua boca , sequer deu tempo de livrar-se de toda a baba que lhe molhava o rosto , os cabelos e até o chão , nem mesmo teve tempo de pronunciar algo  ou pronunciar algo . 
Nada mais podia ser feito a não ser deixar a boca ser usada como depósito para porra dele.
Sua cabeça era puxada e afastada seguidas vezes ,  estava sendo fodida . Ela o sentia a garganta , engasgava , lacrimejava , e voltava a ser fodida da mesma . 
Ao fim , ele manteve a rola no fundo daquela boca e ali depositou sua porra . Apesar do engasgo , ela nem precisou engolir , o líquido desceu naturalmente por sua garganta  . 
Depois de verificar se nada mais restava ali dentro ,  a venda é retirada e ela dispensada para se recompor .

E ela seguiu toda lambuzada , dolorida , humilhada , usada e abusada e , principalmente , feliz ... feliz por ver a satisfação estampada na face do chefe , feliz por ter tomado sua porra pela primeira vez ,  feliz por secretariar , deliciosamente , o prazer dele !  


Exibindo




luah negra.

domingo, 27 de setembro de 2015

Porque há uma exibicionista em mim e tudo é tesão

 Deixando de ser puta pra ser dama


A Dama do lotação
Ah ,  A Dama do Lotação...suspirando aqui !
Que viagem mais planejada , aguardada , desejada...que dama mais ardente , tesuda , gulosa...que boqueteira voraz !
Mamar o DONO durante a viagem , é mais um dos itens da lista de coisas que não têm preço !
Mamei , mamei , mamei ...me deliciei , me lambuzei , viajei... gozei !
Fiz a mais melada de todas as viagens...prazer sem fronteiras !
Suspiro , sinto e melo tudo de novo só de lembrar dessa realização .

Para quem não sabe , A Dama do Lotação é o título de um filme nacional , um pornô das antigas  .
Nele , a personagem principal , uma dama da sociedade , se realiza sexualmente seduzindo desconhecidos nos ônibus .
Bem , essa nem de longe é a minha ideia de prazer
Mas  , enquanto baunilha , eu tinha sensações intensas durante as viagens de ônibus...não sei porque , mas a mente viajava no tesão . Viajava o corpo numa direção e a mente para muito além .
Depois do BDSM , com as sensações extremas que conheci aqui , deixei de fazer aquelas viagens...parti para outras infinitamente melhores .
Conhecer MEU DONO me trouxe a possibilidade de explorar aquelas minhas viagens , mas de forma segura , encochada apenas por ELE !
Aqui o que já escrevi sobre o tema .  e tbm aqui .
E , depois de muito desejar , de muito conversar sobre a dama , depois de planejar , adiar , reconsiderar , depois de muito tempo , esse desejo foi realizado .

Saímos do bar para o ônibus .Eu estava sem calcinha , fui sem ela , exatamente como me foi ordenado por ELE .
Seguimos conversando sobre a atuação da puta DELE e outros assuntos N/nossos .
Nunca conversamos tanto quanto dessa vez. Todos os Nossos assuntos costumavam ser tratados à distância mesmo , nada de importante era tratado nos encontros .
Mas dessa vez , não . E gostei muito dessa mudança !
Tudo que DONO faz ou diz , tem um objetivo . Por mais inconclusivo , vago , aleatório , despretensioso ou sem sentido  que possa parecer , há um objetivo por trás .
A tola aqui quase nunca percebe isso no momento , geralmente , entendo apenas quando a coisa já ta bem desenhada , formada ou caminhando pra isso .
Não apenas conversamos bastante , como DONO tbm soprou algumas coisas em meus ouvidos...coisas que , mesmo não sendo eróticas , me deixaram de pelos arrepiados , sem palavras , sem reação e muito menos , entendimento . Sobre isso , nem uma palavra ouso dizer !

Ao longo de toda a viagem , além de exibicionista , fui tbm um pouco  secretária , carregando a pasta DELE , comprando o que ELE mandava , organizando as coisas de modo a facilitar tudo  para ELE . Coisas que qualquer escrava faria , mas já que ELE parecia um executivo , pus-me a secretariá-LO .
Na quele dia tivemos um pouco de tudo , incluindo surpresas , mimos , videos...
Um vídeo em especial eu adoraria postar , o de uma mamada fantástica , que DONO gravou no ônibus...ele ainda me faz babar quando assisto . Infelizmente , ele expõe muito meu rosto . Embora eu seja livre e não devo satisfação a ninguém ,  não quero minha vida BDSM exposta ao julgamento baunilha de familiares , amigos e conhecidos . Podendo evitar aborrecimentos , evito .  Mas tbm não dá pra não mostrar nada , né ?! Impossível não compartilhar parte das delícias vividas naquela viagem incrível !

Mamei de Norte a Sul , viajei nesse prazer...cada mamada era uma alegria , cada balanço do ônibus uma sensação , cada ordem ou permissão era uma satisfação , todo o controle DELE  sendo com palavras ou com puxões de cabelo me conduzia a uma viagem incrível .
Mas não bastava ser mamado , DONO torturou tbm , não me permitiu fazer a viagem completa para o meu mundinho de prazer . Toda vez que eu estava quase chegando lá , ELE me trazia de volta .
Com isso , eu ficava cada vez mais desejosa , mais ávida , faminta daquela rola , que ficava sempre mais gostosa ! Eu queria engoli-la , mas DONO havia exposto apenas uma parte da rola que me chamava para sugá-la .
E , ainda que estivesse exposta , DONO queria mesmo era me torturar , dificultar a minha vida como ELE mesmo disse .
E assim o fez . Me atiçou  , me torturou , bagunçou...usou as dificuldades que escrevi no texto "Chupa Que é de Uva" contra a pobre dama la . DONO deixa passar nada !
Esse contra é , na verdade , a favor .  A favor do controle DELE , dos mandos , das vontades e desejos , do DOMÍNIO DELE sobre mim e a favor do N/nosso prazer , que cresceu e se prolongou o quanto ELE quis .
Segue a gravação de parte do momentos de êxtase .

Bom, mas nem apenas de mamadas vive uma dama e seu DONO...ELE só faltou me foder naquele banco traseiro ! Quando digo foder , é literalmente que o faço , porque torturada e fodida , com as mãos DELE , eu já estava sendo !
Estávamos seguros lá trás , num banco mais baixo que o anterior , esses tbm estavam vazios , então , ficamos super à vontades ali !
O banco quase virou cama para N/nós . DONO me recostou na parede , pôs minhas pernas ao longo do banco , mandando que eu as abrisse . Travei interiormente...pedi que não fizesse...nem sei se o fiz com palavras , gestos ou apenas em pensamento , mas pedi...
Acho que tive um lapso baunilha...o ato de abrir as pernas encontra certa resistência em mim . Talvez o meu eu muito interior o interprete como exposição extrema , humilhante , não sei...mas a tendência é sempre de fechar e nunca de abri-las .
Abri-me levemente . E , MEU DONO , que já tinha me tocado antes , que já tinha passado os dedos no mel que me escapava da boceta , enfiou a mão toda por baixo da saia , pegando pra si , aquela boceta sem calcinha , a boceta que é DELE !
DONO brincou com ela , acariciou , esfregou , dedilhou , penetrou-a com a mão . E ela , toda babada , faminta , gulosa , entregou-se aos carinhos de desejos DELE .
 E eu , escandalosa que sou , gemia ou urrava , nem sei...podem ter ouvido , mas quem se importa ?! Eu estava ali pra fazer a minha viagem de prazeres , e estava fazendo , simples assim .
Tendo , finalmente obtido SUA permissão , gozei ali , na mão DELE . Mas gozei de ficar aérea , sem noção de tempo e espaço .

Foi uma viagem em todos os sentidos...literal , prazerosa , absolutamente , uma viagem !  
O trajeto começava a chegar ao fim..me recompus , levantamos e ainda brincamos um pouco mais .
De pé , agora mais expostos , tanto aos passageiros do nosso ônibus , quanto aos de um outro que parou atrás dele , DONO me deu uma bela encochada...enfiou a mão por baixo da saia pra dedar meu ânus . E dedou o quanto quis . Eu só olhava para o ônibus que por vezes se aproxima...olhava e me perguntava se estariam vendo o que fazíamos . Talvez sim , talvez não...embora eu goste mais da ideia do sim , mesmo se ele estivesse totalmente vazio , ainda assim , ele fez diferença pra mim , foi providencial aquela visão . Mas essa já uma outra viagem !

DONO , quando digo que o SENHOR é perfeito , que é fodástico , é dessas coisas que falo...
O exagero não está nas palavras , mas sim , nas sensações que Causas . Digo e escrevo apenas o que sinto , tudo que sinto . E O sinto intensa , profunda , loucamente !
O SENHOR me vira do avesso , me leva a viagens fantásticas ao mundo das sensações , emoções  e prazeres .
O SENHOR me conhece tão bem que antecipa as minhas reações e planeja tudo com sabedoria , cuidado precisão . Sabe exatamente onde e como me tocar , sabe dos meus gostos e me ensina a apreciar os SEUS .
O SENHOR sabe que me tem nas mãos e faz um excelente uso disso e de mim .
Saiba que essas palavras me saem meladas  , tesudas como o SENHOR gosta ter a SUA cadelinha .        
Esse desejo foi plenamente realizado , não apenas isso ,ele foi perfeito, um show à parte de tudo que fizemos naquele dia maravilhoso .
A boqueteira do lotação satisfez ao DONO e se satisfez imensamente . Só não foi melhor porque a bezerrinha ainda não me veio pra mamar todos SEU leite , infelizmente , não fi dessa vez..snif .ainda
A rola do DONO estava ainda mais gostosa que da última vez . Vê-la rija enquanto me controla , me tortura , me disciplina , já é uma satisfação pra mim , mamá-la então , é puro prazer , não me canso de fazê-lo !



http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2015/08/a-puta-dele-fazendo-estagio-na-central.html
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2012/09/a-exibicionista-em-mim-iii-continuancao.html
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2012/09/a-exibicionista-em-mim-iii.html
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2012/08/a-exibicionista-em-mim-ii.html
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2012/03/exibicionista-em-mim.html
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2012/04/exibicionista-em-mim-final.html
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2012/08/chuva-de-orgasmos.html
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2015/09/sobre-calcinhas-exibicionistas-e-garcoes.html
http://sentimentossubmissos.blogspot.com.br/2015/09/sobre-calcinhas-e-tarefas.html

luah negra

Somos donos de nossos atos , mas não donos de nossos sentimentos; Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos; Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos... Atos são pássaros engaiolados, sentimentos são pássaros em vôo. (Mario Quintana)

Páginas