sexta-feira, 17 de maio de 2013




LUA

Eis que surge, acordada precocemente, após sua espera , calma para reinar absoluta no escurecer das horas, a Lua. 
 Soberana, estável, convicta e impassível às mudanças dos comportamentos alheios frente ao seu despudor. 
Surge, sendo ela mesma e sempre outra. 
Fechada em si, enquanto transborda marés que não a alcançam. 
Absurda em sua fortaleza análoga à personificação do “para sempre”, como se jamais fosse esvaziar-se. Estática, falsamente estática, porque poucos se permitem ou podem mirá-la em seus leves movimentos, sua dança de suaves encantos.
 Impermeável à histeria dos loucos, à inquietação dos lobos, ao uivo dos amantes febris. 
Surge sedutora e permanece absorta em sua própria beleza.
 Narcisa, com sua única e intermitente curva, se espalha sobre as águas, submete à decadência das algas e reina, paradoxalmente, fria, incandescente, desinteressada, ardente.

(Marla de Queiroz)

quinta-feira, 9 de maio de 2013


Eu queria trazer-te uns versos muito lindos
colhidos no mais íntimo de mim...
Suas palavras
seriam as mais simples do mundo, 
porém não sei que luz as iluminaria
que terias de fechar teus olhos para as ouvir...
Sim! Uma luz que viria de dentro delas,
como essa que acende inesperadas cores
nas lanternas chinesas de papel!
Trago-te palavras, apenas... e que estão escritas
do lado de fora do papel... 
Não sei, eu nunca soube o que dizer-te
e este poema vai morrendo, ardente e puro, ao vento
da Poesia... como uma pobre lanterna que incendiou!

(Mário Quintana)

sexta-feira, 3 de maio de 2013


"Não vou deixar a porta entre aberta. 
Vou escancara-la ou fecha-la de vez.
Porque pelos vãos, brechas e fendas...
Passam semiventos, meias verdades e muita insensatez". 
(Cecilia Meireles)
Somos donos de nossos atos , mas não donos de nossos sentimentos; Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos; Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos... Atos são pássaros engaiolados, sentimentos são pássaros em vôo. (Mario Quintana)

Páginas