quinta-feira, 25 de julho de 2013

Quando eu não conhecia o significado da palavra passional

  (Florisbella)
Quando eu não conhecia o significado da palavra passional, eu imaginava que ela poderia estar relacionada com a passividade. Piada, né? Antes eu não tivesse procurado seu significado e me encontrado na descrição.

O que eu posso dizer sobre a minha experiência passional de ser (bem no estilo almodoviana mesmo) ?
Começa com uma interrogação bem grande. Assumo mil formas de ser. Sou livre e prisioneira. O que me dá vida, também me mata. Acordo vazia hoje, extravaso amanhã. Sinto nojo e prazer. Meu coração acelera, tenho palpitações e sensações que parecem querer arrancá-lo do meu peito. Meu coração para, bate tão fraco que nem o sinto. Acho que ser passional é algo que se é vivido uma vez, se vive pra sempre. Vicia. As grandes emoções desenfreadas dos nossos sentimentos derivados da paixão, quando não estão sendo vividas, dão à sensação de que tudo é pouco, vazio, sem sentido. A prioridade do exagero é voltada sempre para o prazer, e quando este não é vivido, o vício de quem provou ser passional, volta o exagero para o sofrimento. Sentir é uma necessidade vital. Se não é possível viver o prazer desmedido, que viva o sofrimento desmedido. Meios sentimentos não são aceitos. Meia paixão não existe. Sinto com todas as minhas forças.

Até aí, tudo bem. Que os prazeres e os sofrimentos da paixão sejam vividos até a última gota. Pra mim essa é a maior prova de que estou viva. Se ser passional fosse só isso… mas não é.

A intensidade exagerada e apaixonada toma conta de todo o ser, ao ponto de torná-lo só sentimento. E o espaço reservado para a razão é invadido. O que deveria estar balanceado pela razão e a emoção, é dominado pela emoção, que guia todas as atitudes. Emotiva ao cubo. É praticamente um sentir imprevisível perambulando por aí. Refletir, repensar, analisar não antecede os atos. Antes a incerteza do ato apaixonado que a segurança do ato medido. Impulsividade assina embaixo. Serenidade? Controle ? Praticamente de um furacão. Limites ? Situações desastrosas e palavras da boca pra fora fazem parte. Raciocinar ? O que é isso ? Qualquer semelhança com a loucura não é coincidência.

Já ouvi dizer que ser passional é ser desequilibrada.

A razão não move o mundo, a paixão sim. Na corda bamba do meu viver desequilibrado e passional, eu me equilibro. Desequilibro. Sempre caio, levanto, me equilibro de novo. Ficar parada é morrer. Medir sentimento, evitar envolvimento, entregar só metade, tira todo o sentido do viver.

Ser passional é estar vulnerável a sofrer muito, mas torna tudo muito mais verdadeiro, sincero e autêntico. Tem que ter coragem.

E se não me levar para uma Tragédia Shakespeariana, tudo bem. Que a emoção apaixonada e passional me guie.
(Florisbella)

quarta-feira, 24 de julho de 2013

"Eu aprendi a não construir opinião nenhuma em relação àquilo que se sente. Sentir pra mim é algo tão intenso, mas ao mesmo tempo tão inexplicável que provavelmente eu nunca conseguirei elaborar definições. O máximo que eu consigo, pretendo e quero, é sentir. Nada mais.

"Eu, tão oculta de mim e tão desafiadora pra ser descoberta. Eu e as minhas defesas. Eu e os meus labirintos. Eu e as minhas charadas."
"Estou perdida em mim. Portas estão sendo fechadas. Abismos sendo abertos. Há um barulho infernal, gritante. E chove, chove muito. Consigo ver o porque dói tanto. Sou devoradora de mim mesma."
"E que eu nunca me torne uma pessoa rancorosa, com mágoas e sem sentimentos bons em mim. Que eu nunca faça outra pessoa sentir o que eu estou sentindo. Que eu continue forte. Que eu não me perca em mim. Amém."
"Falo daquilo que cresce dentro da gente sem limites, se tornando tão grande que nos dá a sensação de que a qualquer momento iremos explodir. Falo de algo que provoca sensações inexplicáveis em nós..."
(Textos de Florisbella)


Somos donos de nossos atos , mas não donos de nossos sentimentos; Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos; Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos... Atos são pássaros engaiolados, sentimentos são pássaros em vôo. (Mario Quintana)

Páginas