terça-feira, 20 de janeiro de 2015

A puta que Ele pariu

A puta que Ele pariu
 E ela travestiu-se de puta... não apenas por fora, mas também, por dentro... e a Ele entregou o corpo que já não lhe pertencia mais.
Quem é ela? Ela é cheiro de cio, visão de desejo, expressão de prazer . Se Ele a faz de puta, puta ela é para ele .
Não importa quem ela seja ou tenha sido. Importa quem ela é agora. Importa o que ela é para ele e como ela é com ele.
Ela é aquela que se transforma a cada dia numa mulher mais liberada, tesuda e vadia como jamais foi e sempre desejou ser.
E deseja ser, para ele, a puta insaciável... aquela que se põe de quatro para ser fodida.
Quer ser aquela vagabunda de esquina... não aquela que se vende, mas sim a boqueteira de plantão, que fica feliz mamando o pau do seu macho.
E não se importa de ser o depósito de porra Dele, a puta de esquina, piranha de estrada, a vadia que o aguarda pelos cantos escuros para ter a boca fodida por ele.
É dona de um corpo vadio, que sequer lhe pertence... sua cara é para ele bater... vagabundas, como ela, gostam de apanhar na cara... sim, na cara, e não rosto ou face, pois estes são para as recatadas, ela apanha é na cara e  quanto mais apanha, mais safada fica, mais tesuda, vadia e desejada se torna.
Ela é a puta que abre as pernas, pedindo pra ser fodida, pra ser rasgada  e arrombada, porque toda puta é arrombada de tanto que é fodida por seu macho.

Seu corpo pertence a Ele... e o macho não pede, ele usa e abusa da sua vadia como quer, onde quer e sempre que quer.
Puta não tem querer, não tem vontades, puta serve pra foder! Serve pra ser usada em qualquer canto que seu macho queira fodê-la. Qualquer parede vira cama pra ela.


A boceta vadia está sempre molhada, tesuda, faminta, é tão gulosa que está sempre se abrindo em oferecimento... seu cu vagabundo, já viciado no pau que sempre lhe invade, pisca só de sentir a presença do macho... a boca se abre a espera da pica dura para fodê-la... e a vadia se baba, se mela toda... sussurra, geme, se contorce, grita de tesão... e goza! Goza com ele, goza pra ele! Goza como se não se houvesse amanhã.


E a cada gozo ela morre um pouco... morre para renascer ainda mais a puta Dele, toda Dele e apenas Dele.
Quem é ela? Ela é puta que Ele pariu! É o fruto do encontro de seus desejos. Gerada na luxúria, concebida no prazer de dar e receber prazer.
luah negra

8 comentários:

  1. Muito bom adorei a sua visão! Adoro BDSM

    ResponderExcluir
  2. Marco , que bom que gostou , o BDSM é realmente vasto e surpreendente .
    Grata pela visita e volte sempre .

    ResponderExcluir
  3. Adorei. Li e voltei a ler, quero manter este texto na minha memória....

    ResponderExcluir
  4. Gostei do texto mais nao ta tendo mais podtagens

    ResponderExcluir
  5. Olá , Vera Lucia Rodrigues Abreu !
    Obrigada por vir ,e deixar seu comentário .
    Seja muto bem-vinda a esse meu cantinho e volte o quanto desejar .
    Uma de minhas melhores criações esse conto .
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá , wallace wallace !
    Sim , o blog anda desatualizado , mas já estou trabalhando num novo conto que publicarei em breve .
    Grata pela visita e comentário , seja sempre bem-vindo .
    Beijos .

    ResponderExcluir
  7. Q delícia de texto. Estou adorando conhecer o blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá , Madame Curiosa !
      Delícia é receber sua visita e seu comentário , fico grata .
      Sinta-se a vontade nesse meu cantinho
      Que bom que está gostando .
      Seja bem-vinda e volte sempre .
      Beijos meus .

      Excluir

Somos donos de nossos atos , mas não donos de nossos sentimentos; Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos; Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos... Atos são pássaros engaiolados, sentimentos são pássaros em vôo. (Mario Quintana)

Páginas